PNS – Prática Neurossensorial

Alivie imediatamente as dores crônicas com neuroestimulações manuais rápidas e seguras cujo efeito é duradouro.

A técnica PNS, de nome complexo Prática Neurossensorial é também complexa no seu estudo, porém simples na sua realização.

A PNS evoluiu!

Sua história por muitos anos esteve vinculada a história da Posturologia. Em sua origem era um curso direcionado a Podólogos na França.
Phiippe Villeneuve Podólogo e Osteopata inicialmente desenvolveu a técnica direcionada a Podólogos e Podiatras na França, mas com seu conhecimento em terapias manuais foi ampliando os recursos utilizados e o campo de atuação, promovendo uma abertura desse conhecimento também a fisioterapeutas, osteopatas e médicos.
O nome POSTUROTERAPIA até então utilizado se tornou restritivo e limitado, pois sua técnica rompeu fronteiras e se espalhou por outros países sendo atualmente praticada por Fisioterapeutas, Médicos e Osteopatas pelo mundo.
No Brasil o acrônimo permanecerá inalterado e continuará PNS, porém o nome do método torna-se Prática Neurossensorial – Método Villeneuve.
Diferenciando a técnica de todas as demais técnicas como Podoposturologia, Posturologia, Posturoterapia, etc… Pois entendemos que a Prática Neurossensorial – Método Villeneuve contempla esses conhecimentos e vai além.
Convidamos vocês a fazerem parte dessa revolução.
Bem-vindos a PNS – Prática Neurossensorial – Método Villeneuve

POSTUROterapia

Quando falamos de POSTURA devemos pensar não somente na​​ questão estética de um individuo, mas sim na definição de postura que é um bom arranjo das estruturas do corpo que impede a ocorrência de deformidades progressiva, ao qual se traduz em sintomas crônicos. Ou seja, um bom alinhamento corporal que mantém nosso corpo em uma ótima função e sem dores, onde a alteração de sua função pode causar os sintomas. A PNS tem como base teórica a Posturologia Clinica, técnica desenvolvida pelos franceses Pierre Marie Gagey e Bernard Weber que se utilizaram dos conhecimentos teóricos e práticos terapêuticos sobre as reações de tônus e reflexos e desenvolveram ferramentas clinicas para avaliação dos sistemas de regulação da postura.

NEUROSSENSORIAL

Utilizamos conceitos atuais de neurociência, onde focamos o trabalho com a PNS na parte funcional que tem sua característica maior na condução neural e na ligação que temos entre os órgãos/sistemas e o cérebro; com isso, temos uma abordagem mais condizente com os princípios empregados atualmente para tratamento de dores e disfunções. Hoje sabemos que o reflexo de uma alteração na função dos sistemas são traduzidas pelas disfunções e pelos sintomas, portanto para que o tratamento seja eficaz e duradouro devemos não somente trabalhar a parte estrutural mas sim esse componente neural, ou seja, funcional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *